Dia da democracia

Em 25 de outubro de 1975, o defensor da democracia e militante pelo fim da censura praticada pela ditadura, o jornalista Vladimir Herzog foi torturado e morto pelo regime militar.


Sua morte, além de ter causado indignação popular, tornou-se um marco pela redemocratização do país. Em virtude disso, a data é reconhecida nacionalmente como o Dia da Democracia.


Hoje, 47 anos depois, estamos às vésperas de uma importante decisão para o futuro do país. Neste sentido, nos últimos tempos, nossa democracia tem sido constantemente ameaçada em virtude de interesses obscuros, algo que não acontecia desde o fim da ditadura militar.


Assim, tomar a decisão que assegure a manutenção de nossa democracia é a mais assertiva neste domingo. Afinal, esta é a forma mais eficaz de promovermos

uma sociedade que leve adiante os pilares da sustentabilidade e necessidades relacionadas.