Voluntários da Net Impact participam de seminário sobre sustentabilidade na Amcham

01/29/2018

O Comitê de Sustentabilidade da Amcham Porto Alegre abriu o ano com o seminário "A mobilização empresarial para o desenvolvimento sustentável", na última quinta-feira (25), com a palestra de Carlo Pereira, secretário-executivo da Rede do Pacto Global da ONU.

A Net Impact Porto Alegre, parceira da Amcham Porto Alegre, esteve representada por alguns de seus voluntários. O Comitê de Sustentabilidade reúne representantes de empresas e entidade do Rio Grande do Sul. 

A Rede do Pacto Global é a maior iniciativa de cidadania corporativa do mundo, abrangendo 13 mil signatários, sendo 10 mil empresas. A rede foi criada pelo ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan. O objetivo da rede é de mobilizar a comunidade empresarial internacional para a adoção, em suas práticas de negócios, de valores fundamentais e internacionalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate à corrupção refletidos em 10 princípios.

O Pacto Global é uma iniciativa anterior à Agenda 2030, formulada em 2015, fruto do trabalho conjunto de governos e cidadãos de todo o mundo para criar um novo modelo global para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar de todos, proteger o ambiente e combater as alterações climáticas. Ela integra 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que deverão ser implementados por todos os países.

De acordo com Pereira, a participação das empresas é fator decisivo para o sucesso da Agenda 2030. A sustentabilidade dos negócios dependerão da incorporação de práticas que levem em conta os ODS. Além disso, estima-se que alcançar os Objetivos Globais abre US$ 12 trilhões em oportunidades de mercado em quatro sistemas econômicos:  Alimentos e Agricultura, Cidades, Energia e Materiais, Saúde e bem-estar.

Não existe receita fácil para a mudança, mas é preciso começar. Os empresários precisam olhar para o "core" de seus negócios e alinhar as suas atividades aos ODS que mais tenham a ver com a razão de existir de suas empresas. Pereira salienta que as pequenas e médias empresas podem ter mais dificuldade em dar este passo rumo à agenda 2030, razão pela qual as empresas maiores devem dar suporte aos seus parceiros. 

Já existem algumas ferramentas que auxiliam a implantação dos ODS e a mensuração dos resultados. As empresas devem buscar auxílio junto a entidades e organizações que trabalham pelo desenvolvimento sustentável.
 

Please reload